A sopa de Pedras


Era final de um dia frio e começava a nevar. Um mendigo estava vagando pelo campo , sentia muita fome e frio, quando deparou com uma casa muito bonita. Ao se aproximar, notou que lá dentro havia uma família reunida em volta de uma lareira. Os adultos conversavam, as crianças brincavam e a empregada colocava a mesa para o jantar. Juntou alguns gravetos que conseguiu arranjar próximo ao bosque; acendeu uma fogueira e tirou uma panela velha de dentro de uma sacola. Colocou neve dentro da panela para aquecer, e acrescentou uma pedra de bordas arredondadas para ferver junto. Foi até a casa, pela porta dos fundos, e solicitou um pouco de comida. Como a resposta foi negativa, pediu então, um pouco de sal. - Mas por que o senhor quer um pouco de sal? - É que eu vou fazer uma sopa de pedra e seria muito bom se tivesse algum tempero. Logo depois, voltou à casa e pediu à empregada se ela poderia arrumar alguns legumes, um resto de cenoura, um pouco de batata, etc. Conseguiu e foi colocar em sua panela.
A cozinheira começou a ficar curiosa. Separou outros legumes e foi até ele para ver o que estava acontecendo. - Tome, consegui mais alguns legumes e uns outros temperos. Deixe-me ver o que está fazendo. Olhando para dentro da panela com água fervendo, pode notar que no fundo havia uma pedra. - O senhor está mesmo cozinhando uma pedra?!! - Sim, esta sopa é uma delícia !! A senhora nunca experimentou? - Cozinho a muitos anos, mas sopa de pedra eu nunca tinha visto ! - Ela fica muito melhor quando se acrescenta alguns ingredientes, como pedaços de carne de frango, tomates e bons temperos. Mas o segredo está na pedra ! Como boa cozinheira que era, entrou dentro da casa e foi providenciar os ingredientes que faltavam e tratou de trazer outros, só para ver como ficava a sopa. Percebendo a movimentação que acontecia fora da casa, a família procurou saber o que estava ocorrendo. Tomando conhecimento do fato, o senhor foi falar com o mendigo e , morrendo de curiosidade acabou experimentando da iguaria. - Muito interessante... até que é bem gostosa!! O mendigo foi, aos poucos acrescentando em sua sopa, tudo o que lhe davam, sob os olhares curiosos de todos. Tudo fervia dentro daquela panela, inclusive a pedra. E enquanto esperavam pelo resultado, tiveram a oportunidade de conversarem e até de fazerem uma outra fogueira bem maior para se aquecerem. Quando a sopa ficou pronta, o mendigo pediu alguns pratos, pois só tinha um. O senhor da casa assim o fez. Cada um foi servido pelo mendigo e degustaram da deliciosa sopa. Todos comeram e adoraram...o sabor realmente ficara muito diferente com a pedra. E de longe, podia-se ver uma casa não só iluminada por dentro mas, por fora também, pessoas que nunca tinham se visto, confraternizavam-se ao redor de uma panela velha cheia de sopa de pedra. O que se pode tirar dessa história é uma enorme lição de vida. Podemos fazer tudo dar certo se realmente quisermos e soubermos usar os temperos certos, mesmo tendo uma pedra como o único ponto de partida.
1- Caracterize o personagem principal da história.
2- Quem são os personagens do texto?
3- Que tipo de narrador foi escolhido para o conto A Sopa de Pedras? Extraia, do texto, um trecho que confirme a sua resposta.
4- Onde e quando acontece a história, ou seja, qual o espaço e o tempo escolhidos para o desenvolvimento do enredo?
5- Complete com a definição adequada:
a) A ________________________________é a atribuição de características humanas a seres inanimados ou irracionais.
b) A _______________________consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa. Uma das intenções é provocar riso.
6- Como ficaria o seguinte trecho do texto, se estivesse sendo contado, em primeira pessoa(eu). Reescreva-o:
“A cozinheira começou a ficar curiosa. Separou outros legumes e foi até ele para ver o que estava acontecendo.”

7- Modifique a forma verbal das orações a seguir para indicar o que se pede:
a) Fato certo: Eu queria um gole de suco.
b) Fato duvidoso: Nós iremos ao cinema amanhã
c)Uma ordem: Você poderia comprar um animalzinho para seu filho.
8- Releia o seguinte trecho do texto A sopa de pedras e circule as palavras que indicam ações realizadas pelo personagem:
“Tomando conhecimento do fato, o senhor foi falar com o mendigo e , morrendo de curiosidade acabou experimentando da iguaria. - Muito interessante... até que é bem gostosa!! O mendigo foi, aos poucos acrescentando em sua sopa, tudo o que lhe davam, sob os olhares curiosos de todos.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se eu morresse amanhã (Paródia)

Doze coisinhas à toa Que nos fazem felizes